Como escrever uma carta de demissão (com 3 exemplos)

Quer seja porque a sua empresa não lhe dá a possibilidade de tomar decisões, não vê perspetivas de crescimento, não tem horários de trabalho flexíveis ou simplesmente porque os seus valores não estão alinhados com os da sua empresa, pode não se sentir valorizado, que é a principal razão pela qual a maioria das pessoas decide deixar o seu emprego, de acordo com um estudo da Associação Americana de Psicologia.

Deixar uma empresa não é fácil, especialmente quando se está numa posição de responsabilidade. Neste artigo dizemos-lhe tudo o que precisa de saber sobre como escrever uma carta de demissão, incluindo 3 exemplos que representam diferentes situações.

Mesmo que se sinta incomodado com a empresa pela forma como foi tratado, deve evitar a raiva e o aborrecimento, pois o melhor para os seus interesses profissionais e pessoais é separar-se com cortesia e boas maneiras. Como Buda disse:

“Agarrar-se à raiva é como agarrar um carvão quente com a intenção de o atirar a outra pessoa; é você que queima”.

Porque escrever uma carta de demissão?

É preciso estar ciente de que cada partida de uma empresa tem os seus processos. A carta de demissão é a formalização desses processos, uma vez que alertará os nossos superiores quando nos formos embora.

Podemos perguntar-nos porque é aconselhável respeitar estes processos e, em particular, escrever uma carta de demissão. Destacamos três razões: legais, éticas ou para emprego futuro.

  • Razões legais: Dependendo do acordo que a empresa tem, do tipo de contrato ou do tempo de serviço na empresa, é necessário dar um período de X dias. Nos contratos de trabalho estáveis até dois anos, deve dar um pré-aviso de 30 dias, mas se trabalhar há mais de dois anos, deve dar um pré-aviso de 60 dias. É diferente se tiver um contrato Termo certo ou termo-indefenido, em que se estiver a trabalhar há menos de 6 meses pode dar um pré-aviso de 15 dias, entre 6 meses e 2 anos, 30 dias, e por mais de dois anos, no contrato Termo certo é de 60 dias, e para o contrato termo-indefenido, 30 dias.
  • Razões éticas: Quer tenha sido bem tratado ou se tenha sentido subvalorizado, a empresa que está prestes a deixar proporcionou-lhe um salário e um estágio. Uma carta de demissão permite-lhe demonstrar a sua gratidão.
  • Emprego futuro: As empresas a que se candidata no futuro podem solicitar relatórios ou referências sobre o seu desempenho na sua posição anterior. Quem o pode conhecer melhor no trabalho do que o seu antigo patrão? Se escrever uma carta amigável ou mesmo cordial, assegurará que o seu antigo chefe tenha uma boa palavra a dizer sobre si, ou pelo menos que a sua saída do trabalho não tenha um impacto negativo na opinião que já formou.

É também aconselhável pedir uma carta de recomendação ao seu superior se tiver uma boa relação com ele. Isto demonstrará a nossa capacidade de trabalho, a nossa proatividade e a nossa transparência.

Agora que sabe a utilidade de uma carta de demissão, vamos ver qual o formato que ela deve ter. Isto será útil em qualquer caso e internacionalmente.

O que é uma carta de demissão e como redigi-la

Uma carta de demissão é um documento oficial de não mais de uma página, com uma estrutura formal de carta. Como todas as cartas, contém a secção do remetente, a secção do destinatário, a saudação, o corpo da carta, o adeus e a assinatura. Mesmo assim, uma carta de demissão tem as suas próprias especificações específicas e é normalmente estruturada desta forma:

formato de uma carta de demissao

Cabeçalho

No cabeçalho deve colocar todos os seus dados de contacto para que a empresa o possa contactar. Certamente que já tem a lista preparada no seu CV, vamos listá-los: nome e apelido, morada, número de telefone e endereço de correio eletrónico pessoal.

Finalmente, acrescente a data em que escreveu a carta. O dia indicado na data será utilizado para contar os dias de pré-aviso, quer sejam os estipulados na convenção coletiva, quer sejam os estipulados na decisão de deixar a empresa.

Destinatário

Nesta secção deve escrever o nome do seu supervisor e o seu cargo, juntamente com a empresa e o seu endereço. É opcional colocar o seu número de telefone ou endereço de correio eletrónico. Esta secção deve alinhar-se no lado esquerdo da carta e é importante porque mostrará que entregou a carta ao seu superiore que é o seu seguro caso a empresa deseje contactá-lo no futuro.

Saudação de carta

Sendo uma carta de natureza oficial, deve utilizar um registo formal. Usar introduções como Caro Senhor ou Senhora ou Caro Senhor ou Senhora. Dependendo do grau de confiança estabelecido com a pessoa que nos supervisionou, dirigir-nos-emos a eles usando o seu nome próprio ou escrevendo o Sr. ou Sra. seguido do seu apelido. Contudo, por muito bem que nos entendamos com o nosso superior, devemos evitar dirigir-nos a ele ou ela como uma pessoa em primeiro nome na carta de demissão.

Parágrafo 1: Aviso de demissão

De uma forma breve e concisa, vamos dizer que estamos a abandonar o nosso trabalho. Se sentirmos que estamos de partida, podemos expressar o nosso pesar. Opcionalmente, podemos explicar as razões da nossa decisão, desde que sejam compreensíveis e não ofensivas. Cada situação é diferente e todos conhecem a sua relação com o seu chefe e a sua empresa, por isso ninguém melhor do que você saberá como canalizar esta informação da melhor maneira.

Segundo parágrafo: Agradecer o tratamento recebido

Se tem sido uma experiência enriquecedora, passe um parágrafo a elogiar o quão bem foi tratado, o quanto aprendeu e o quanto sentirá falta do ambiente de trabalho. Poderá precisar de mais do que um parágrafo se a experiência foi muito positiva. No entanto, tente ser breve e não guarde a carta para mais do que uma página.

Se, por outro lado, teve uma experiência negativa, é tempo de renunciar ao orgulho e escrever uma carta mais genérica com formalidades, agradecendo-lhe a oportunidade e desejando à empresa e aos colegas um bom futuro.

Terceiro parágrafo: Alcançando uma entrega ótima

É tempo de pensar no futuro da empresa e na posição que irá vagar, e é importante oferecer-se para uma entrega rápida e eficaz.Aqui estão algumas tarefas que poderia oferecer para executar e que poderia expor na sua carta:

  • Crie um documento com todos os pormenores da sua posição, de uma forma que seja compreensível para qualquer pessoa que se candidate à sua posição.
  • Ajudar na procura do seu substituto
  • Treine o seu substituto

Despedida formal e assinatura

Para terminar uma carta bem redonda, é importante fechá-la com uma despedida formal, tal como “Atenciosamente” ou “Cordialmente”, seguida da sua assinatura e nome completo.

3 exemplos de uma carta de demissão

“Não me sinto valorizado na empresa”

Se sentir esta frustração no seu trabalho, provavelmente não quer dar demasiados detalhes sobre o motivo da sua demissão. Em qualquer caso, é melhor evitar mencionar que está infeliz. O que procura é uma carta curta e prática, evitando a secção da razão, tornando a secção de agradecimento muito mais simples e não levando a uma entrega ao seu substituto, apenas a que é legalmente exigida. Neste caso, recomendamos que mantenha a sua compostura e que reduza ao mínimo as suas palavras.

Exemplo de uma carta de demissão curta e prática:


Estimado/a (remetente da carta, seu superior ou seu chefe).

Pelo presente informo-o da minha decisão irrevogável de me demitir do meu cargo de (cargo), que detenho desde (data de início) até (data de fim, incluindo os (dias de pré-aviso acordados por acordo) dias após o pré-aviso).

Agradeço-lhe o tratamento recebido e informo-o que lhe vou dar os (dias de pré-aviso acordados por acordo) dias de pré-aviso, conforme exigido por lei, para que possa reorganizar o departamento.

Atenciosamente,

(Nome, assinatura e data)

“Ofereceram-me um emprego que não posso recusar”

Está a sair-se bem com o seu atual empregador, mas foi-lhe oferecido um emprego com melhores condições, quer financeiras quer em termos de progressão na carreira, e decidiu mudar de direção. Neste caso, na sua carta de demissão pode dar as razões da sua decisão. Se, por outro lado, não se sentir à vontade na sua empresa atual e sentir que precisa de uma mudança de cenário, pode simplesmente informá-los da sua demissão e agradecer-lhes o tratamento que recebeu, a fim de evitar receber uma contraoferta.

Um novo trabalho está à sua espera e quanto mais cedo começar, melhor. No entanto, é aconselhável respeitar os dias legais acordados por acordo para efetuar a transferência, uma vez que isto demonstrará fiabilidade tanto para a empresa que vai deixar como para a empresa para a qual vai começar a trabalhar.

Exemplo de uma carta explicativa de demissão:


Estimado/a (remetente da carta, seu superior ou seu chefe).

Pelo presente informo-o da minha decisão irrevogável de me demitir do meu cargo de (título do trabalho realizado), que detenho desde (data de início) até (data de fim, incluindo os dias seguintes à notificação).

Queria dizer-vos que a minha demissão se deve a uma motivação pessoal num novo projeto, o que representa uma oportunidade muito boa para desenvolver as minhas competências e capacidades.

Gostaria de aproveitar esta oportunidade para mostrar a minha gratidão pelo tempo gasto. Foram uns grandes anos em que pude crescer como profissional, aprendendo com todos os meus colegas e superiores.

Estou à vossa disposição para vos ajudar o mais possível neste período de (dias de pré-notificação acordados por acordo) dias antes da minha incorporação no novo projeto, para assegurar que a transição seja suave.

Atenciosamente,

(Nome, assinatura e data)

“Estou muito feliz na empresa, no entanto, por razões pessoais, tenho de me mudar dentro de 2 meses”

Encontramo-nos no cenário mais favorável. Terá boas palavras para os seus superiores e poderá deixar aporta aberta para colaboração futura. Tem sido pró-ativo e tem dado bastante antecedência, para que a empresa se possa preparar em tempo útil para uma transferência otimizada e, colaborando a este respeito, poderá receber uma recompensa em troca.

Pode elaborar os seus agradecimentos e até nomear qualidades específicas, momentos ou pessoas para mostrar o seu apreço. Acima de tudo, deixe claro porque se demite e que não tem nada a ver com a empresa.

Exemplo de carta de demissão com agradecimento:


Estimado/a (remetente da carta, seu superior ou seu chefe).

Pelo presente informo-o da minha decisão irrevogável de me demitir do meu cargo de (título de emprego), que detenho desde (data de início) até (data em que decidiu partir).

Queria dizer-vos que a minha demissão se deve a razões familiares, uma vez que nos mudámos para outra cidade.

Tenho estado (número de anos a trabalhar para a empresa) ao vosso lado e tenho tido orgulho em fazer parte desta organização, tenho desfrutado da minha profissão até ao pleno desenvolvimento de projetos enriquecedores e conheci grandes colegas com os quais definitivamente voltaria a trabalhar.

Comprometo-me a ajudá-lo na entrega e a encontrar o melhor substituto possível para a minha posição. Se os nossos caminhos se voltarem a cruzar no futuro, terei todo o prazer em voltar a fazer parte da vossa equipa.

Atenciosamente,

(Nome, assinatura e data)

Outras opções para escrever a sua carta de demissão

Embora lhe tenhamos mostrado 3 cenários possíveis com três exemplos relativamente genéricos, não há fórmula secreta e podem ser feitas múltiplas variações dependendo das suas circunstâncias, da sua personalidade ou do que pretende transmitir.

Pode ser que tenha sido bem tratado, mas não quer dizer porque se vai embora, ou que o tratamento foi ótimo, mas não quer enfatizá-lo. O que é estritamente necessário é a comunicação do dia da demissão e de quando esta terá lugar.

Requisitos legais

Existem diferentes requisitos legais que devem ser cumpridos para formalizar uma carta de demissão.

  • Cumprir o período de pré-aviso relevante de acordo com o acordo no seu sector.
  • Apresentar a carta em formato físico, nunca por correio eletrónico.
  • Contacte o gestor de recursos humanos para que este nos possa dar uma cópia assinada por ele.

Isto assegurará que a nossa carta de demissão possa ser considerada oficial e patente.

Reputação profissional

Lembre-se sempre que as empresas para as quais quer trabalhar no futuro vão querer saber que impressão deixou na sua posição anterior e, para o fazer, é provável que contactem os seus antigos patrões para ver como se desenvolveu.

Portanto, terminar bem uma relação de trabalho é fundamental, mesmo que não se pense que seja a coisa certa a fazer, porque a reputação do trabalho é muito importante. Prova disso é que, segundo o Career Builder, 82% dos empregadores dizem obter o melhor ROI (retorno do investimento) com o modelo de referência.

Além disso, com uma saída amigável, podemos conseguir que nos ajudem com os pagamentos que nos restam a cobrar e até mesmo com a formalização da carta de demissão.

Finalmente, o nosso conselho é que, antes de deixar um emprego, já deveria ter fechado a possibilidade de se juntar a outra empresa. Tenha em mente que, se estiver à procura de uma mudança no seu futuro de trabalho, da ISPROX podemos ajudá-lo a encontrar a oportunidade adequada.

¿Te resultó interesante este artículo? ¡Compártelo con tu red!